,

Notícias da Região | Santa Tereza do Oeste

Segunda-feira, 12 de Março de 2018

Carro de luxo para prefeitura custou mais que investimentos na Saúde

Para o prefeito de Santa Tereza do Oeste, Élio Marciniak (PRB), o veículo antigo, de 2013, não oferecia mais segurança para as viagens.

carro de luxo novo adquirido pela Prefeitura de Santa Tereza do Oeste, no valor de R$ 185 mil, custou mais caro que os investimentos na Saúde em 2017. De acordo com o Portal da Transparência, foram gastos R$ 167.720, 36 em obras e instalações em unidades de saúde.

Para o prefeito Élio Marciniak (PRB), o veículo antigo, de 2013, da mesma marca e modelo, não oferece mais segurança para as viagens a outras cidades.

O carro, que fica guardado na garagem do prefeito, que mora em frente à Prefeitura, foi comprado no início de janeiro por meio de uma licitação. No edital, todos os itens de luxo, como bancos de couro e teto solar, estavam descritos como características mínimas que o veículo deveria ter.

“Eu tenho feito muitas viagens a Curitiba e o antigo carro que eu tinha aqui era um carro que não me dava segurança. Eu não tenho como gastar com passagem aérea R$ 2 mil a R$ 3 mil por semana. Com um carro bom, cuidando da minha segurança, consigo fazer as viagens economizando muito”, disse o prefeito.

Marciniak justificou ainda que a escolha pelo modelo e marca seguiu o que a prefeitura já vinha fazendo.

Além do valor do veículo, de Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) serão R$ 6,5 mil por ano.

O secretário de Finanças, Edvan Zen do Amaral, garante que a compra não prejudicou os cofres públicos. Parte do valor será coberto com a venda do carro antigo e de outros veículos oficiais que poderão ser leiloados.

Prioridade

Para o presidente da ONG Vigilantes da Gestão, que fiscaliza os gastos públicos, o carro é incompatível com o perfil da cidade de pouco mais de 11 mil habitantes.

“Mesmo que o processo licitatório tenha sido feito de forma legal, ele foi direcionado para um veículo de alto luxo, o que fere o princípio razoável de qualquer gestor. Um prefeito tem que pensar como um administrador e aplicar o recurso de forma correta. O mais importante é a questão da prioridade, o que é prioritário numa gestão. Na cidade onde o prefeito anda num carrão, tem estrada rural que está numa penúria só”, destaca Sir Carvalho.
 

Polêmica

Moradores também defendem que os recursos sejam investidos no que realmente seja necessário.

"Está precisando melhorar estrada, melhorar a saúde também, e o prefeito gastando esse dinheiro à toa", aponta a dona de casa Gislaine da Silva Rodrigues.

"Tendo dinheiro ou não, ele [o prefeito] tem que ser humilde e ajudar quem mais precisa, não gastar dinheiro com tanta coisa que não é necessário. Carro é um carro, né?", completa a também dona de casa Telma Esteves.

Clique aqui e veja matéria no G1 com vídeo
RPC Cascavel

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário