,

Notícias da Região | Palotina

Quinta-feira, 11 de Outubro de 2018

Dia Internacional da Saúde Mental – 10 de outubro

Correio do Ar

Neste mês de outubro, especificamente no dia 10, comemoramos o dia Internacional da Saúde Mental, e com ele, novos desafios e missões para ajudar àqueles que tanto sofrem todos os dias com mazelas de origem emocional. Especificamente, na atualidade, é cada vez mais comum se deparar com jovens em sofrimento psíquico por não conseguirem alcançar os objetivos propostos por uma sociedade cada vez mais competitiva e exigente.

Nossas palavras, hoje, são direcionadas para todas as crianças e adolescentes (e seus pais sempre tão preocupados) que lutam para alcançar seu lugar ao sol, na medida em que também procuram ambientes seguros e felizes nas escolas, em suas casas, e nos seus ciclos de amizade. São para vocês, jovens amigos, que estas palavras de incentivo e sabedoria se dirigem. Tenham esperança! Existe uma solução prática para a felicidade e produtividade para todos, que em tenra idade são diariamente testados pela vida.

O nosso cérebro funciona motivando-se o tempo todo através de um sistema que se chama mecanismo de recompensa cerebral. Toda a vez que este mecanismo é ativado, positivamente, nossos cérebros são inundados por várias substâncias maravilhosas, que geram felicidade, prazer, sensação de completude, e melhor: 100% natural! Mas vocês, nobres leitores, devem se perguntar: Como funciona isso? Como posso estimular meu cérebro em ser feliz? Hoje vocês vão aprender. É bem simples: Nosso cérebro ama quando iniciamos uma tarefa e, indo até o final, conseguimos completá-la.

Toda a vez que um adolescente se dispõe a fazer uma atividade simples, como limpar o seu quarto, participar de uma partida de futebol, escrever uma carta de amor, construir alguma coisa, iniciar um projeto na escola ou até mesmo criar uma rotina, o cérebro interpreta isso como um gatilho para algo importante e te recompensará com estas substâncias da felicidade no final se você conseguir terminá-la. É como um pintor, que depois de terminar o seu quadro olha para ele diz: Que legal! Terminei esta obra depois de vários dias de esforço! Este sentimento é impagável, e derivado da liberação de várias substancias no cérebro que dão muito prazer.

A dica é sempre começar com coisas simples como levar o cãozinho para passear toda a semana, fazer o dever de casa ou tentar anotar toda a aula em seu caderno. No começo vai parecer difícil transformar estas tarefas em rotina, mas, depois de um tempo, seu cérebro ficará tão condicionado (para não dizer viciado) em fazer atividades e completá-las (porque vai receber todas as substâncias maravilhosas) que cada vez mais novas atividades vão querer desempenhar e depois finalizar, somente para sentir o prazer e a felicidade do dever cumprido!

Então mãos na massa! Logo anotar as aulas no caderno uma vez na semana se transformará em anotar todos os dias e depois em estudar um pouco uma vez semana, posteriormente virando estudar um pouquinho todos os dias. E as notas? Aos poucos vão subir! E você se sentirá muito, muito feliz mesmo com os resultados.

A mesma lógica acontece com levar o cãozinho para passear. Tudo começa com uma vez semana, logo isto se transformará em levar mais vezes e no futuro próximo seu cérebro ficará muito feliz e satisfeito em ver que você perdeu algum peso, que sua respiração melhorou de se exercitar um pouco e que seu cãozinho ficou mais dócil e disciplinado por receber sua atenção.

Meus colegas adolescentes: Isto funciona para todas as atitudes de nossa vida! O mecanismo de recompensa cerebral é a coisa mais poderosa que existe no mundo! Perseverem, sempre com atividades mais simples inicialmente. Depois de um tempo você achará moleza fazer qualquer tarefa, seja aprender a jogar damas (que é facinho) até passar no vestibular (que é mais difícil). O cérebro não faz distinção! Ele só quer ser feliz, e para isso você só tem que começar algo e se dispor a terminar. 

Força e fé! O mundo é seu se praticar estes ensinamentos! 





Fonte: Dr. Luiz Augusto Vallim – Responsável Clinico Caps I Harmonia – Palotina 
Enf. Cleber Victorino – Coordenador do Caps I Harmonia - Palotina

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário